Blog

O jogo da salvação

21/07/2015 | Textos, Vídeos

As pessoas possuem o impulso de ajudar umas as outras, e se sentem bem em oferecer auxílio. Entretanto, muitas vezes, a ajuda vira uma grande cobrança. E é aí que o jogo ganha força e corpo.

Entendam que eu não estou dizendo que ajudar o próximo seja algo ruim. O que estou dizendo é que dependendo da postura da ajuda, o melhor é não ajudar.

Quando eu ajudo o outro olhando para o que EU acredito que seja melhor para ele, naturalmente, esse é uma ajuda destrutível e desnecessária.

Sinto informar que sua ajuda não representa uma ajuda real, mas uma Salvação. A pessoa que salva julga que o outro não é capaz ou que apenas ele detém a solução, o que é obviamente insano.

A ajuda real qualifica o outro ser humano, ou seja, quer ajudar verdadeiramente alguém? Não dê as respostas pelo outro, faça melhor do que isso e ajude-a a encontrar suas próprias respostas. Essa é uma postura que demanda muito amor e respeito pelo próximo e, com certeza, é o melhor que pode fazer por ela e por você.

Assista o vídeo

—————-
Renata Tannus quer saber: você ajuda ou Salva as pessoas? O que você acha desse tema?
Comente! Curta! Compartilhe!

  • Compartilhar: